quarta-feira, 28 de abril de 2010

Somos porque lemos


Nos últimos dias recebi e tive contato com textos e livros que me fizeram pensar sobre os vários papéis que, nós mulheres, desempenhamos durante nossas vidas. Gostaria de compartilhar e ou debater sobre isso. Se tiver alguém lendo, não se acanhe! Opine, comente...
Li dois textos lindos da Martha Medeiros, um postei aqui, o outro li no: Leitura Nossa de Cada Dia (propondo uma brincadeira, muito interessante), li também um post do Coconut Library, onde questionava: ”se fossemos uma princesa de conto de fada, qual seriamos?” Lembrei de um livro, que li há muito tempo: ”Mulheres que correm com os lobos”, no qual a autora Clarissa Pinkola Estes, discute a essência da alma feminina, sobre a importância dos contos e das histórias na transmissão de valores e na formação da identidade feminina, como os aspectos intuitivos das mulheres foram perseguidos e quase extintos por desconhecimento do seu real valor.
Conclui que somos quem somos, tantas e todas ao mesmo tempo, por que conseguimos através de livros, historias, troca de experiências com outras mulheres reais ou fictícias, resgatar nossa intuição.
O que você acha disto?
Era uma vez, num reino muito conhecido pelas belas mulheres que lá viviam um feiticeiro que se apaixonou por uma das donzelas do lugar. No entanto, a jovem não foi sincera com o feiticeiro e, depois de pouco tempo, ele morreu com o coração partido. Em seu último suspiro, lançou uma maldição sobre todo o reino, que, pelo que sei, perdura até hoje.
Sob a maldição do feiticeiro desiludido, todas as mulheres do reino subitamente pareciam desconhecidas e desagradáveis para seus parceiros e para elas mesmas. Elas logo iniciaram uma batalha para se tornarem exatamente o oposto do que a natureza queria que fossem. Primeiro, passaram fome até quase a morte, pois a magreza era vista como mais atraente do que a aparência feminina saudável. As que não podiam suportar essa privação se submetiam a outros métodos humilhantes para se livrarem da carne indesejada. Depois, seus seios tinham de ser alterados em sua forma natural para um protótipo mais rijo e maior, o qual, embora causasse muita dor e inúmeros problemas de saúde, tinha um efeito mais atraente para todos. Envelhecer era a mais detestável de todas as manifestações da natureza nas mulheres, e precisava ser evitada a qualquer custo. Elas faziam tudo que estivesse a seu alcance para prevenir o envelhecimento, submetendo-se a procedimentos médicos quando tudo o mais falhava.
Título original norte-americano: ENCHANTED: EROTIC BEDTIMES STORIES FOR WOMEN
Copyright da tradução © 2007 by EDITORA HR LTDA Copyright © 2006 by Nancy Madore

3 comentários:

  1. Oi Deca!
    Nao sei se vc gosta de ler em ingles, mas estarei sorteando uma copia de Wicked Lovely da autora Melissa Marr na promocao de maio do meu blog.
    Se vc tiver interesse passa la! =)
    www.wishingabook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Deca! Obrigada por postar o botom da promocao do meu blog. Boa Sorte p/ vc!!! =)

    ResponderExcluir
  3. Oi Deca,

    Vim agradecer a sua visita em meu Blog...venha sempre...Eu sou doida por livros e concordo com vc: reading is sexy!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

About Me

Minha foto
Estou tentando descobrir. Tudo que sei é que tento interagir com o meio em que vivo, com as pessoas que conheço e convivo.